Ministério Público protocola abaixo-assinado em repúdio ao vídeo do humorista Dihh Lopes sobre o massacre da Raul Brasil

0

O Ministério Público recebeu ontem um documento com mais de 1,2 mil assinaturas da Comissão de Pais de Alunos da Escola Estadual Professor Raul Brasil que exige a avaliação de conduta do humorista Dihh Lopes. O comediante fez piadas sobre os assassinatos ocorridos na escola, em 13 de março, deixando nove mortos e onze feridos. O objetivo é fazer com que o humorista retire o vídeo publicado no YouTube, em que satiriza a situação vivida pelos estudantes e funcionários da unidade de ensino. Pais de alunos que estudam na Raul Brasil estiveram em frente ao Fórum de Suzano, onde está o Ministério Público do município, para a entrega do documento.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Marilei Schiavi (@marileischiavi) em

Share.

Comments are closed.