Notícias

O Meu Bom Dia Especial de Hoje vai para a querida Lilian de Santana Silva. Ela é estudante e está concluindo o Ensino Médio no bairro onde mora em São Paulo, em Itaquera. Batalhadora e sonhadora, a Lilian quer cursar a faculdade de Direito, se formar e ser uma advogada bem-sucedida. Aproveito a mensagem de hoje para desejar muito sucesso na vida da Lilian, com um futuro brilhante pela frente, porque superar as dificuldades faz parte da trajetória de uma mulher de sucesso que está começando a vida agora, aos 17 anos de idade. Um beijo especial para você, Lilian!

Superar Dificuldades

Você se considera uma pessoa vencedora? Como você encara as dificuldades na sua vida? Espero que você não seja do tipo reclamão, que se acha injustiçado. O sofrimento é diretamente proporcional às reclamações, ou seja, quanto mais você reclama, mais você sofre. Além disso, ninguém gosta de pessoas que vivem reclamando.

Eu sei que você sabe que cada um tem o que merece. Você sabe, não sabe? Cada um colhe o que plantou. Mas só saber não adianta, é preciso aceitar. Se você aceita o fato de que tudo o que ocorre na sua vida foi provocado por você, então não há motivo para revolta, não há do que reclamar.

Algumas pessoas nascem com mais comodidades que as outras. São uma minoria, mas existem. Você provavelmente conhece alguém nessas condições. Alguém que nasce num lar bem estruturado, ganha bons brinquedos e boas roupas na infância, estuda nos melhores colégios, escolhe uma faculdade com a anuência e o apoio dos pais, arranja uma bela noiva ou noivo, se casa e monta um belo e luxuoso consultório ou escritório. Depois de muitas viagens pela Europa e muito convívio com a alta sociedade, vem um ou dois filhos muito rechonchudos e sadios e todos são felizes para sempre.

A maioria de nós, porém, encontra sérias dificuldades desde o começo de nossas vidas. Famílias frágeis, dificuldades econômicas, contato com o trabalho desde cedo, estudo precário, companhias duvidosas, sem falar em doenças, às vezes graves. a lista das dificuldades é imensa. Essa maioria de pessoas é obrigada a se superar pra conseguir alguma coisa na vida. Se você é bom observador e costuma analisar a si mesmo, sabe exatamente quais são as principais dificuldades que você precisa superar neste estágio na Terra.

O maior vencedor é o que vence a si mesmo, e isso só é possível a quem conheceu muitas dificuldades, a quem tomou muitos tombos e aprendeu a levantar sempre. Sei que isso não é muito fácil de se colocar em prática. Mas você pode pelo menos reconhecer que as dificuldades são as melhores oportunidades da sua vida. Cada uma delas é uma lição que a vida lhe proporciona. A sua parte é aprender. Reclamar não adianta. Reclamar é para os fracos.

No quadro “O Prefeito e a Comunidade” com o prefeito de Mogi das Cruzes, Marco Bertaiolli, os destaques são para as atividades realizadas pela Prefeitura para comemorar o Dia Internacional do Idoso, no dia 1º de outubro. Destaca também os jogos da primeira fase da Liga Sul-Americana de Basquete, entre outros assuntos.

Click aqui e fique ligado no Radar Noticioso.

10672285_695352467206231_8315333160355562044_n

Mensagem especial de sábado (dia 27 de setembro)

 

O Meu Bom Dia Especial de Hoje vai para a querida Julien Chris Costa Faria. Ela nasceu e morou por mais de 30 anos em Florianópolis, capital de Santa Catarina, mas depois de conhecer o seu maridão, André Dias dos Santos, mudou para Mogi das Cruzes há um ano. Deixou, por enquanto, a advocacia para abrir o seu negócio próprio com um Espaço Vida Saudável da Herbalife no centro da cidade, na rua Paulo Frontin, 257, na sala 2. Dedicada, ela abre a sala para as pessoas que querem ter mais saúde tomando o shake de segunda-feira a sábado nos períodos da manhã, tarde e noite. Aproveito a mensagem de hoje para desejar mais sucesso na vida da Julien.

Superação!

Havia um cego sentado numa calçada em Paris, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira escrito com giz branco: “Por favor ajude-me, sou cego”. Um publicitário da área da criação que passava em frente a ele parou e viu poucas moedas no boné. Sem pedir licença, pegou no cartaz virou-o, pegou no giz e escreveu outro anúncio. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora. Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola. Seu boné agora estava cheio de notas e moedas.

O cego reconheceu as pisadas do publicitário e perguntou-lhe se tinha sido ele quem reescrevera o cartaz, sobretudo, querendo saber o que ele havia escrito. O publicitário respondeu: “Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras”. E, sorrindo, continuou o seu caminho. O cego nunca soube o que estava escrito, mas o seu novo cartaz dizia: “Hoje é Primavera em Paris. E eu… não posso vê-la”. Quantas vezes já nos deparamos com situações em que se poderia ter alterado algo e com a “preguiça”, com o “deixa andar”, com o cansaço, não alteramos e guardamos para o outro dia, guardamos para outro momento.

Quantas vezes nos deparamos com situações em que a estratégia que é usada não é a mais correta para aquilo a que se propõe e não ousamos propor uma nova estratégia. Assim e derivado às atitudes anteriores, quantas oportunidades não perdemos, quantas mudanças deixamos fugir? Se queremos mudar, fazer, alterar algo, devemos fazer sem hesitar, às vezes o pensar muito deixa fugir oportunidades. Devemos ter primeiro o impulso, depois a coragem e só depois o pensamento. Aqui corremos o risco do imprevisto redobrado, do improvisar, mas não podemos esquecer que a vida é feita de imprevistos e nada sai como queremos e planejamos, só, às vezes, ela, a vida, nos presenteia com algo que estava no previsto.

Sempre é bom mudarmos de estratégia quando nada acontece. É preciso mudar, arriscar, alterar, experimentar novas coisas, aprender algo novo, acima de tudo, nunca parar, nem estagnar, pois isto, sim, é acontecer, é viver. Nada melhor do que olhar para trás para entender o problema do próximo, sabia? Chorei por não ter sapatos de marca, mas vi um homem agradecendo a Deus mesmo sem ter pés.

Queixo-me por Deus não ter me dado olhos azuis, mas vi um cego dando graças a Deus pela luz que ilumina um novo dia.Fico com raiva quando caminho e me canso, mas vejo muitos acelerando felizes nas suas cadeiras de rodas.Tenho preguiça de me levantar da cama, enquanto existem pessoas lutando para sair de uma cama de hospital. Parei para refletir e vi que devemos agradecer por cada coisa que temos, seja ela nos momentos maus ou bons. Porque existem pessoas passando por dificuldades maiores na vida.